domingo, 25 de fevereiro de 201825/2/2018
+55 83 9 86812319
Muito nublado
22º
23º
30º
Patos - PB
Erro ao processar!
Banner abaixo dos vídeos
POLÍCIA-JUSTIÇA
A inteligência da Polícia de Patos, por eficiência, desvenda mistério que faz vítima Juninho Somadeira
Não há crime perfeito, principalmente, se a vítima tem uma vida conduzida na linha do Bem
Rita Bizerra Patos - PB
Postada em 30/01/2018 ás 12h01 - atualizada em 30/01/2018 ás 19h21
4.625 acessos
A inteligência da Polícia de Patos, por eficiência, desvenda mistério que faz vítima Juninho Somadeira

Alan e Xavier

Patos esperava com muita dor, que fosse elucidado o crime ocorrido na manhã de 02 de janeiro, quando foi assassinado a sangue frio, o empresário Adalberto Avelino de Medeiros Júnior (Juninho Somadeira), que como de costume havia chegado em uma das suas empresas, bem cedo, para dar início a execução dos seus projetos, no primeiro dia útil do ano de 2018, e covardemente lhe foi tirada a vida.


Há aproximadamente, 03 anos, Adalberto Avelino de Medeiros, o pai de Juninho teria sua vida ceifada, por um infarte fulminante, no seu quarto, quando levantava para momentos de lazer com a sua esposa, e, desde então, o seu filho Juninho, que sempre esteve do lado do seu pai, dentro das empresas da família, havia assumido o comando junto com o seu irmão e a sua mãe, sendo Juninho, a linha de frente, que talvez por ser mais interessado pelos negócios foi preparado pelo Pai para isso.


O empresário, casado com Tequinha Cambuim e pai de 03 filhos menores, era um jovem de sucesso, muito querido pela Mãe e o irmão e conduzia tudo com muita dedicação, o que levava a cada dia avançar nos negócios e ajudava consideravelmente no desenvolvimento de Patos, haja vista, oferecia emprego para muitas famílias e contribuía economicamente com a sociedade, provocando a inveja de parentes que o levou à morte.


Era um cidadão de bem, sem desafeto, mas, em 02 de janeiro, Patos e região foi surpreendida com o homicídio misterioso a princípio, que logo a família apontava Alan Andrade de Medeiros, primo da vítima, como suspeito do crime, uma vez que, no trajeto de sua vida era a única pessoa visivelmente descontente com o sucesso de vida do Jovem. Só não se suspeitava que, Francisco Avelino de Medeiros, o "Xavier", tio de Juninho e Pai do Arlan estivesse envolvido com o crime.


No domingo, 21, a Inteligência da Polícia Civil de Patos, que vinha investigando o caso, acabou prendendo o condutor da moto que levou o assassino e após o crime consumado promoveu a fuga do mesmo, através de quem alcançaram a participação de Xavier, o tio de Juninho, sendo apontado como também mandante. O mesmo foi preso na cidade de Campina Grande, ontem segunda, 29, na residência de uma filha e Alan, que no dia do sepultamento da vítima foi ouvido pela polícia e havia negado a sua participação, foi preso na cidade de Patos.


Na manhã de hoje, terça-feira, 30, a Polícia confirma à Imprensa que Pai e Filho são realmente os mandantes do homicídio, que já se encontram no Presídio Romero Nóbrega à disposição da Justiça. O crime que para os culpados teria o custo de 5 mil reais, lhes custou também à vida.


O motivo apresentado pelos criminosos, foi a empresa Sopremoldados que seria uma empresa herdada do senhor Manoel Cossino, Pai de Adalberto (Pai) e Xavier, que por negociação Adalberto Júnior havia adquirido 60% e por isso, se encontrava na presidência da empresa, o que revoltou os dois, levando-os a cometer esse ato mesquinho.


Hoje, a família sofre sob o peso do ato dos criminosos, mas, nada se compara à perda de Adalberto Júnior, que deixou de cuidar da sua mãe, a quem tanto zelava, para suprir a falta do Pai; que deixou de cuidar da sua esposa e filhos, que inocentes ainda não entenderam a vacância que fará o pai na vida deles.


É justo que os criminosos paguem, mais nada vai consolar os familiares que deixaram de ter a presença de quem, por maldade teve um fim prematuro. Que Deus console essa família.


Leia mais notícias no www.paraibamulhermacho.com, siga-nos no FacebookFanpageGrupoTwitter, e futuramente veja vídeos no nosso Canal de Youtube. Envie informações à Redação do site PB Mulher Macho pelo WhatsApp (83) 986812319.

FONTE: Rita Bizerra - Jornalista DRT-PB-3336
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium