Segunda, 16 de setembro de 2019
+55 83 9 96891484
Mulher

12/05/2019 às 16h50

1.231

Rita Bizerra

Patos / PB

Atriz convoca mulheres para greve de sexo contra lei antiaborto
Chamada de “Lei da Batida do Coração”, o dispositivo torna ilegal o aborto se os médicos detectarem a batida de coração do bebê no ventre da mãe.
Atriz convoca mulheres para greve de sexo contra lei antiaborto
Alyssa Milano
A atriz norte-americana Alyssa Milano, que ficou conhecida por seu papel na série Charmed, convocou as mulheres, por meio das redes sociais, a fazerem uma greve de sexo contra uma lei antiaborto aprovada no estada da Georgia, nos Estados Unidos.

“Nossos direitos reprodutivos estão sendo apagados. Até que as mulheres tenham controle legal sobre seus corpos, não podemos correr risco de engravidar. Juntem-se a mim e não façam sexo até que tenhamos a autonomia dos nossos corpos de voto. Estou chamado para uma #grevedesexo. Passe adiante”, escreveu Alyssa nas redes sociais.

Screenshot_35113
Chamada de “Lei da Batida do Coração”, o dispositivo torna ilegal o aborto se os médicos detectarem a batida de coração do bebê no ventre da mãe.

A maior parte dos internautas criticou a ação. “Assim fica parecendo que a mulher faz sexo com o homem como favor. Além disso, apoia a teoria misógina de que a mulher deve se envergonhar por gostar de sexo”, disse uma pessoa. “Isso não é chamado de abstinência? Não é isso que os conservadores querem?”, perguntou outro internauta.

FONTE: Redação, com pn

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium